> > >

Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de julho de 2008

IG (Festa) - IG (Mandatos)

 ...portanto, foi uma decisão pastoral que pode ser mudada conforme as necessidades. Uma provocação, evidentemente, que entretanto se baseava no que é (ou melhor, era) pacificamente admitido por todos os estudiosos: a festa litúrgica do Natal seria uma escolha arbitrária...



(Continuação de ig)
'
igFESTA DO NATAL - Corriere della Sera (Itália), quarta-feira, 9 de julho de 2003 BN *** Jesus nasceu verdadeiramente em 25 de dezembro ***A data de 25 de dezembro não é apenas um símbolo. Rolos de Qumram confirmam sua exatidão. Professor da universidade hebraica de Jerusalém elimina todas as dúvidas sobre um enigma milenar Vittorio Messori.Quando todos estão fora, quando as cidades estão vazias, a quem — e onde — enviar cartões postais e presentes com fitas e flocos de neve? Não são os próprios bispos que esbravejam contra essa espécie de orgia de consumo a que estão reduzidos os nossos natais? Então, enganemos os bobos e coloquemos tudo a 15 de agosto...A coisa não parece impossível. Com efeito, não foi a necessidade histórica, mas a Igreja que escolheu o 25 de dezembro para contrastar com as festas pagãs e substitui-las nos dias do solstício de inverno: o nascimento deCristo no lugar do renascer do Sol invicto.Inicialmente, portanto, foi uma decisão pastoral que pode ser mudada conforme as necessidades. Uma provocação, evidentemente, que entretanto se baseava no que é (ou melhor, era) pacificamente admitido por todos os estudiosos: a festa litúrgica do Natal seria uma escolha arbitrária, sem ligação com a data do nascimento de Jesus, que ninguém está em condições de determinar. Pois bem, parece que justamente os especialistas se enganaram; e eu, obviamente, com eles.Na realidade, hoje, graças notadamente aos documentos de Qumram, estamos em condições de estabelecer com precisão: Jesus nasceu mesmo num 25 de dezembro.Uma descoberta extraordinária a tomar a sério e que não pode ser suspeita de fins apologéticos cristãos, já que a devemos a um professor judeu da Universidade de Jerusalém.Tratemos de compreender o mecanismo, que é complexo mas fascinante. Se Jesus nasceu num 25 de dezembro, a concepção virginal deu-se obviamente nove meses antes. E, com efeito, os calendários cristãos situam a 25 de março aanunciação do anjo Gabriel a Maria. Mas sabemos pelo próprio Evangelho de São Lucas que exatamente seis meses antes tinha sido concebido por Isabel o Precursor, João, que será chamado o Batista. A Igreja católica não tem umafesta litúrgica para tal concepção, enquanto as antigas Igrejas do Oriente a celebram entre 23 e 25 de setembro. Ou seja, seis meses antes da Anunciação a Maria. Uma sucessão lógica de datas, mas com base em tradições inverificáveis e não em eventos localizáveis no tempo. Assim pensavam todos, até tempos recentíssimos. Na realidade, parece que não é assim.Com efeito, é justamente da concepção de João que devemos partir. O Evagelho de Lucas abre-se com a história do casal de anciãos, Zacarias e Isabel, já resignada à esterilidade, uma das piores desgraças em Israel. Zacarias pertencia à casta sacerdotal e, um dia em que estava a serviço no templo de Jerusalém, teve a visão de Gabriel (o mesmo anjo que seis meses depois se apresentará a Maria, em Nazareth) que lhe anunciava que, apesar da idade avançada, ele e sua mulher haveriam de ter um filho. Deveriam chamá-lo João e seria "grande diante do Senhor".Lucas teve o cuidado de precisar que Zacarias pertencia à classe sacerdotal de Abias e que quando teve a aparição "oficiava no turno da sua classe". De fato, aqueles que no antigo Israel pertenciam à casta sacerdotal estavam divididos em 24 classes que, revezando-se em ordem imutável, deviam prestar serviço litúrgico ao templo durante uma semana, duas vezes por ano. Sabíamos que o clã de Zacarias, o de Abias, era o oitavo, no elenco oficial. Mas, quando caíam os seus turnos de serviço? Ninguém sabia.Pois bem, utilizando pesquisas desenvolvidas por outros especialistas e trabalhando sobretudo em textos encontrados na biblioteca dos essênios de Qumram, o enigma foi revelado pelo professor Shemarjahu Talmon, o qual, como se disse, ensina na Universidade hebraica de Jerusalém. Ou seja, o estudioso conseguiu precisar em que ordem cronológica se sucediam as 24 classes sacerdotais. A de Abias prestava serviço litúrgico no templo duas vezes por ano, como as outras, e uma dessas vezes era na última semana de setembro. Portanto, era verossímil a tradição cristã oriental que situa entre 23 e 25 de setembro o anúncio a Zacarias. Mas tal verossimilhança aproxima-se da certeza porque, estimulados pela descoberta do professor Talmon, os estudiosos reconstruíram o fio daquela tradição, chegando à conclusão que ela provinha diretamente da Igreja primitiva judeu-cristã de Jerusalém.Memória tão antiga quanto tenaz essa das Igrejas do Oriente, como confirmam muitos casos.Assim, aquilo que parecia mítico assume de repente uma nova verossimilhança. Uma cadeia de eventos que se estende ao longo de 15 meses: em setembro, o anúncio a Zacarias e no dia seguinte a concepção de João; em março, seis meses mais tarde, o anúncio a Maria. Com este último evento chegamos justamente ao 25 de dezembro, dia que, portanto, não foi fixado ao acaso.Sim senhor, parece impossível propor o Natal para 15 de agosto. Farei portanto uma penitência, mas, em vez de humilhado, emocionado: depois de tantos séculos de pesquisa obstinada, os Evangelhos não cessam de reservar surpresas. Detalhes aparentemente inúteis (que importava se Zacarias pertencia à classe sacerdotal de Abias? Nenhum Exegeta lhe prestava atenção) mostram de repente a sua razão de ser, o seu caráter de sinal de uma verdade escondida mas precisa. Apesar de tudo, a aventura cristã continua. ''
'
igFRUTOS - OU DIZEIS - "Ou dizeis que a árvore é boa e seu fruto bom, ou dizeis que é má e seu fruto, mau; porque é pelo fruto que se conhece a árvore" (São Mateus 12,33) ''
'
IgFUNDAÇÃO - "Conseqüentemente, já não sois hóspedes nem peregrinos, mas sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, tendo por pedra angular o próprio Cristo Jesus" (Efésios, 2,19-20)

igFUNDADA EM 380 dC.? - CUNCTOS POPULOS
http://www.thelatinlibrary.com/theod16.htmlCTh.16.1.2pr.Imppp. gratianus, valentinianus et theodosius aaa. edictum ad populum urbis constantinopolitanae. cunctos populos, quos clementiae nostrae regit temperamentum, in tali volumus religione versari, quam divinum petrum apostolum tradidisse romanis religio usque ad nunc ab ipso insinuata declarat quamque pontificem damasum sequi claret et petrum alexandriae episcopum virum apostolicae sanctitatis, hoc est, ut secundum apostolicam disciplinam evangelicamque doctrinam patris et filii et spiritus sancti unam deitatem sub parili maiestate et sub pia trinitate credamus. (380 febr. 27
________________________________
CTh.16.1.2.1Hanc legem sequentes christianorum catholicorum nomen iubemus amplecti, reliquos vero dementes vesanosque iudicantes haeretici dogmatis infamiam sustinere nec conciliabula eorum ecclesiarum nomen accipere, divina primum vindicta, post etiam motus nostri, quem ex caelesti arbitrio sumpserimus, ultione plectendos. dat. iii kal. mar. thessalonicae gratiano a. v et theodosio a. i conss. (380 febr. 27).
'
TRADUÇÃO: Queremos que todos os povos aos quais rege a moderação de nossa clemência, se incumbam em tal religião que declara que o santo Pedro trouxe a Roma, religião por ele instituída, que seguem Dâmaso o Pontífice (!)e Pedro de Alexandria bispo, varão de apostólica santidade. Isto é: que segundo a disciplina apostólica e doutrina evangélica creiamos na única deidade do Pai do Filho e do Espírito Santo, sob uma igual majestade e uma piedosa trindade. Seguindo esta norma, mandamos que se dê o nome de CRISTÃOS CATÓLICOS aos seguidores da mesma , julgando aos restantes loucos e insensatos os que mantêm a infâmia de dogma herético, primeiro por defesa divina e depois por impulso nosso, que recebemos da vontade de Deus. Saibam todos que não deve aparecer ocasião alguma para os heréticos de lugar de seus mistérios nem de exercitar loucura de sua demência, (...) celebre-se em todas partes o único nome do sumo Deus e sempre seja mantida a fé nicena pouco antes pelos antepassados entregue (325) (...) Esta afirmação de fé nicena e o verdadeiro culto da RELIGIÃO CATÓLICA devem ser admitidos (..)da qual corretamente com a palavra ousia se diz pelos crentes.(...) Proibimos como ilícitas todas as congregações heréticas dentro das cidade;s se alguma broteja facciosa for intentada, mandamos que sejam dos muros das cidades rejeitados, para que em todas partes existam bispos ortodoxos que mantenham a fé nicena. Seguindo o decreto antes mencionado, tão pronto como chegou a Constantinopla expulsou os arianos da cidade entre eles o bispo Demófilo e colocou no seu lugar S. Gregório de Nazianza. Já em janeiro de 381 o prefeito da cidade tinha fechado todas as igrejas arianas e expulsado seus ministros, decretos que Teodósio estendeu aos maniqueus.e outros heréticos. Sozomenos diz que as severas penas de suas leis eram mais para amedrontar do que para punir. Nesse mesmo ano celebrou-se o Concílio de Constantinopla I como uma base de reconciliação entre arianos e católicos, mas sem resultados positivos.

IgFUNDAMENTO DOS APÓSTOLOS E PROFETAS - "Conseqüentemente, já não sois hóspedes nem peregrinos, mas sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, tendo por pedra angular o próprio Cristo Jesus" (Efésios, 2,19-20)
'
igHIERARQUIA - 1 - "E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas." (1Co 12:28 )' '
'
igHIERARQUIA - 2 - "O Governo da Igreja Bispos e Fiéis Autor: Pedro em 14/04/2004, 11:36:55 (e-mail não disponível) A Hierarquia reconhecida na história: Reconhecida na história:1) Testemunho de Santo Irineu (180 d.C.), argumentando contra os hereges, apresenta o caráter hierárquico da Igreja, como um 'fato notório' que ninguém pode negar, como uma fundação de Cristo e dos Apóstolos. Ora, como podia reivindicar para a Igreja cristão a origem apostólica, se os seus adversários pudessem apresentar provas da fundação recente da hierarquia?2) Testemunho de S. Policarpo, em meados do sec. II, designa os pastores como "chefes da hierarquia e guardas da fé"3) No mesmo século ainda podemos citar os testemunhos:a) o de Hegesipo que mostra as Igreja governadas pelos Bispos, sucessores dos apóstolos;b) o de Dionísio de Corinto, que escreve na sua carta à Igreja romana que a Igreja de Corinto guarda fielmente as admoestações recebidas outrora do Papa Clemente.4) No ano 107 d.C., Santo Inácio de Antioquia, em sua Epístola aos Romanos, da Igreja de Roma como do centro da cristandade: "Tu (Igreja de Roma) ensinastes as outras. E eu quero que permaneçam firmes as coisas que tu prescreves pelo teu ensino" (Rom, IV, 1).5) Cerca do ano de 96, S. Clemente Romano, discípulo imediato de S. Pedro e de S. Paulo, escreveu uma carta aos Coríntios, na qual nos dá da Igreja noção equivalente à de S. Ireneu, apresentando a hierarquia como a "guarda da tradição" e a Igreja de Roma com a primazia universal sobre todas as Igrejas locais.6) Deste modo, chegamos, de geração em geração, aos tempos apostólicos. Desde o primeiro alvorecer do cristianismo, os Apóstolos desempenharam a dupla função de dirigentes e pregadores. Escolheram Matias para ocupar o lugar de Judas (At 1, 12, 26). Instituíram diáconos nos quais delegaram parte dos seus poderes (At. 6, 1, 6). Na prática da Igreja também fica claro o poder de governo sobre todos os cristãos. Os Apóstolos exerceram este tríplice poder:a) Poder legislativo: No Concílio de Jerusalém, impõem aos recém-convertidos "que se abstenham das carnes oferecidas aos ídolos, das viandas sufocadas e da impureza" (At 15, 29);b) poder judiciário: S. Paulo entrega a Satanás "Himeneu e Alexandre, para aprenderem a não blasfemar" (I Tim 1, 20);c) poder penal: S. Paulo escreve aos coríntios: "Portanto, eu vos escrevo estas coisas, estando ainda longe de vós, de modo que, quando eu chegar aí, não tenha de castigar, segundo o poder a mim confiado por Deus para edificar, não para destruir" (II Cor 13, 10). ''igHIERARQUIA - "Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos?" (1Coríntios 12,29-30)

igHIERARQUIA - 3 - "Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos?" (1Coríntios 12,29-30)
'
igHIERARQUIA - 4 - ADMINISTRADORES - "Portanto, considerem-nos os homens como servidores de Cristo e administradores dos MISTÉRIOS DE DEUS. Ora, o que se requer dos administradores, é que cada um seja fiel". 1Cor 4,1-2) '
'
igHIERARQUIA - 5 - ADMINISTRADORES - "Qual é, então, o administrador fiel e prudente que o senhor constituirá sobre o seu pessoal para dar em tempo oportuno a ração de trigo?" (Lc 12,42)'' 'i
'
gHIERARQUIA - 6 - PARECER PROTESTANTE - o Novo Testamento considera a igreja, não como uma organização hierárquica visível dirigida pelo papa com seus bispos, mas como uma comunidade invisível de crentes que são unidos pela mesma fé em Cristo.........................
'
igHIERARQUIA - 7 - SUBMISSÃO - "Sede submissos e obedecei aos que vos guiam (pois eles velam por vossas almas e delas devem dar conta). Assim, eles o farão com alegria, e não a gemer, que isto vos seria funesto" (Hebreus 13,17) ''
'
igHITLER - A Igreja de Hitler (O Ministério da Igreja do Reich) - É verdade que o falso Führer nasceu católico, entretanto, ele não gostava do catolicismo, culpava a ICAR de não apoiar governos fortes, de ser intrometida, de ter sido corrompida por "papas judeus", essa última afirmação é uma orientação de Himmler.Lamentavelmente, alguns batistas fundamentalistas, após afirmarem que o Vaticano é a igreja prevista em Apocalipse, mudaram até o monte Vaticano de lugar.... Afirmaram, também, que a ICAR apoiou o genocídio de judeus e que a ICAR era a igreja nazista. Com base, em fotos de padres fazendo a saudação nazista. Fotos tiradas, provavelmente, no período antes da guerra, em que as igrejas protestantes e católicas "sonhavam" com um regime anticomunista.A verdade é que Hitler estava decepcionado com as igrejas. Para os nazistas, o velho testamento tinha que ser jogado fora e Cristo tinha que ser ariano. Obviamente, padres e pastores não concordaram com essas mudanças. Entretanto, para os nazistas, isso seria muito conveniente. Os nazistas também queriam uma profecia, como se o nazismo fosse esperado...Atenção! Todas as afirmações entre aspas podem ser encontradas no livro "O Santo Reich – Concepções Nazistas do Cristianismo 1919-1945", de autoria do professor Richard Steigmann-Gall, professor Adjunto de História da Kent State Universty. Ele recebeu bolsas de estudo e prêmios de instituições da Alemanha, de Israel e do Canadá, e publicou artigos sobre História da Europa Central, História da Alemanha, História Social e Kirchliche Ziegeschïchte.Observações:- os números entre parênteses se referem às páginas onde podem ser encontradas as afirmações;- "Reich", em alemão, significa reino e pronuncia-se "ráich";- "Führer", em alemão, significa guia e pronuncia-se "fírrer";- o livro foi comprado por R$ 65,00.Curiosidade: o autor do livro, pelo sobrenome, deve ser judeu. O meu antigo professor de alemão, uma vez explicou, durante uma aula, que os sobrenomes alemães geralmente são substantivos simples (ex.: Fisher significa pescador) e os sobrenomes judeu-alemãos, geralmente, são substantivo compostos (ex.: Einstein, significa "uma rocha").Transcrições:- "Segundo Dinter, Jesus era o perfeito ariano, que nasceu entre os judeus apenas para enfatizar a total oposição existente entre eles". (49);- "A Liga Protestante está muito próxima do NSDAP. Ela é conscientemente alemão e, através do poder moral e religioso, deseja contribuir para o desenvolvimento do povo alemão" (77) (Hans Shemm);- referente à figura 12 (foto): "Hanns Kerrl. Antes de tornar-se Ministro da Igreja do Reich, ele servira como Ministro da Justiça da Prússia (SV-Bilderdienst)" (219);- Goebbels, ministro da propaganda de Hitler: "exigimos a unificação da Igreja Protestante porque não conseguimos ver como, em um momento em que todo o Reich está se unificando, vinte e oito Landeskirchen podem continuar a existir... Na interpretação do Evangelho, é possível considerar o comando de Deus, superior aos comandos humanos. Na interpretação da realidade política, nós nos consideramos o instrumento de Deus". "Alguns meses depois foi criado o Ministério da Igreja do Reich (219);- "Tiraremos então a batina desses padres e nem seu Deus e nem a Virgem Maria serão capazes de fazer nada por eles" (Himmler, "braço direito" de Hitler, comandante da Shutzstaffeln, Tropas de Proteção, a criminosa SS) (285). Finalizando: esta mensagem não é uma agressão aos protestantes, apesar deles agredirem os católicos com freqüência. Para confirmarem as transcrições, basta solicitar, até via internet, um exemplar do livro citado. Católicos, judeus, protestantes, ateus, budistas, e outros, deveriam, juntos, construir, um mundo melhor, sem agressões, sem humilhações e com amor.Referência Bibliográrica GALL Richard Steigmann. O Santo Reich – Concepções Nazistas do Cristianismo 1919-1945. Editora Imago, São Paulo-SP, 2004.Sites relacionados:http://www.republicadolivro.com.br/detalhe.php?code=&cd_livro=56236http://dept.kent.edu/jewish/faculty.htmhttp://www.imagoeditora.com.br/

igIDE - 1 - "Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" (São Mateus 28,19)
'
igIDE - 2 - MISSÃO DE ENSINAR - "Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ENSINANDO-AS a observar tudo quanto vos ordenei..." (Mt 28,19-20)

igIDE - 3 - "Mas Jesus, aproximando-se, lhes disse: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois, [com esta autoridade] e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo" (São Mateus 28,18-20)

igIMACULADA - "Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível... Certamente, ninguém jamais aborreceu a sua própria carne; ao contrário, cada qual a alimenta e a trata, como Cristo faz à sua Igreja porque somos membros de seu corpo. Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois constituirão uma só carne (Gn 2,24). Este mistério é grande, quero dizer, com referência a Cristo e à Igreja. (Efésios 5, 25-32)
'
igINFALIBILIDADE - 1 - DOS BISPOS QUANDO UNIDOS AO PAPA - "Em verdade vos digo: tudo o que ligardes sobre a terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes sobre a terra será também desligado no céu" (São Mateus 18,18) ''
'
igINFALIBILIDADE - 2 - Pode a Igreja errar quando nos propõe uma verdade de fé?A Igreja não é a "carne da carne" (Gen 2,23) de Cristo (Ef 5,29) "a esposa imaculada, sem mancha" de erro e de pecado (Ef 5,27 cf.Apoc.19,7; 21,2 e 9; 22,17)? Ela não é "a esposa do cordeiro"? Não é ela a plenitude de Cristo (Ef 1,23)? O "corpo do qual ele é a cabeça" (Col 1,18; Ef 1,23; 4, 15)? Não é esta pessoa formada de uma multidão humana que Cristo desposou, e, que ele ama como a si mesmo (Ef 5,25; 5,29-30)? Não é ela "a coluna inabalável e sólido sustentáculo da verdade" (1 tim 3,15)? O Espírito de Verdade que nela desceu para "conduzi-la à verdade completa" (João 16,13), nela não habita desde Pentecostes e para sempre (João 16,7; 1 Cor 3,16; 6,19)?Cristo não prometeu estar com ela até o fim do mundo (Mateus 28,20)?É à pessoa comum da Igreja, em outras palavras, é à Igreja tomada em sua unidade e sua universalidade, que esta promessa foi feita.Quando, pois, a Igreja fala, CRISTO É FIADOR DE SUA PALAVRA.Tudo o que a pessoa da Igreja nos transmite como revelado por Deus é, tal qual ela o diz, eternamente verdadeiro.(Utilizar a imagem dos ladrões: http://geocities.yahoo.com.br/mvpavan2x/criativo/images/verdade.jpg ) ''
'
igINIMIGOS - MAURÍCIO LACHÂTRE - QUEM ERA MAURÍCIO LACHÂTRE ? Um livreiro estabelecido em Barcelona. Foi um grande propagandista do Espíritismo na Espanha.http://www.ceacmazul.hpg.ig.com.br/kardec.htm '
'
igINVENCÍVEL - "E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. " (São Mateus 16,18)

igMANDAMENTOS DA LEI DE DEUS - 
UMA EVANGÉLICA disse: - catecismo da igreja catolica é lixo alterou té os 10 mandamentos!


RESPOSTA - Quem "alterou" os dez mandamentos foi Jesus. E agora, irá classificar a palavra de JESUS também como LIXO? Veja Mt 19,18-19:
1.º mandamento - Não matarás, 
2.º 
mandamento - não cometerás adultério, 
3.º mandamento - não furtarás, 
4.º mandamento - não dirás falso testemunho,
5.º mandamento honra teu pai e tua mãe, 
6.º mandamento - amarás teu próximo como a ti mesmo.

Além disso, você já sabe que a palavra da Igreja é palavra de Cristo: "Quem vos ouve a mim ouve". Ainda: tendo Jesus enviado sua Igreja para ensinar concluiu dizendo: "QUEM NÃO CRER SERÁ CONDENADO"
'
igMANDAMENTOS DA LEI DE DEUS - '
'
1º. - Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para tí ídolos (FESEL) de nada que se assemelhe ao que existe lá em cima, nos céus, ou embaixo na terra... ; não te prostrarás diante desses deuses...(Êxodo 20,3-6);'
'
2º - Não pronunicarás em vão o nome e Javé... (7)'
'
3º - Lembra-te do dia do Sábado... (8-11)'
'
4º - Honra teu pai e tua mãe...(12)
'
'5º - Não matarás (13)'
'
6º - Não cometerás adultério (14)'
'
7º - Não roubarás (15)
'
'8º - Não apresentarás um falso testemunho contra teu próximo (16)'
'
9º - Não desejarás a mulher do teu próximo (17)'
'
10º - Não cobiçarás a casa do teu próximo, nem seu escravo, nem a sua escrava, nem o seu boi... (17)'
'
Esta divisão do Decálogo já era observada desde os primeiros cristãos. O decálogo é apresentado originalmente com 14 imperativos, sendo 12 negativos e 2 afirmativos (guardar o sábado e honrar pai e mãe), apenas um destes contendo promessa (honrar pai e mãe. Foi a Patrística, em especial Santo Agostinho, que organizou em 10 os imperativos, como nós os conhecemos.O decálogo é composto de leis apodíticas, ou seja, preceitos gerais e absolutos, universais, diferentemente das leis casuísticas, que correspondem a casos particulares, também presentes em outros grupos de legislação do Pentateuco.Assim, o dever que temos de cumprir os Mandamentos é absoluto. Se Deus é Criador, Dono e Senhor do Universo, toda a criação está submetida à Lei por Ele imposta.As criaturas irracionais cumprem-na inexoravelmente; mas o homem, pelo livre arbítrio, pode não a seguir. Se não cumprir a Lei Divina, o homem comete o pecado, ofende a Deus, prejudica-se, prejudica os outros, pois rejeita a ordem estabelecida por Deus; por isso o pecado é a desordem daquele que deseja legislar sobre si mesmo, sem ter condições para tal.

igMANDATOS - FALSOS MESTRES - "Tendo sabido que alguns dos nossos, SEM MANDATO de nossa parte, saindo até vós perturbaram-vos, transtornando vossas almas com suas palavras..." (At 15,24)

IR PARA:<-^->

.

Nenhum comentário:

.............................CABEÇALHO
------------------------------------------------------------------------------



1) - ANOTAÇÕES APOLOGÉTICAS (27 Páginas)



2) -
MENTIRAS PROTESTANTE (Vai para outro site)



3) - ARTIGOS DIVERSOS



------------------------------------------------------------------------------